Qual o melhor horário para a exposição ao sol?

Qual o melhor horário para a exposição ao sol?
O melhor período para se expor ao sol é até as 10 horas e após as 16 horas. Não se esqueça do horário de verão.
Há alguma relação entre a alimentação e o bronzeamento?
A dieta alimentar eleva o nível do potencial de bronzeamento. Carnes magras, verduras e betacarotenos (cenouras, beterrabas), além de muito líquido, são recomendados nas duas semanas que antecedem e durante os primeiros 15 dias de exposição solar.

Como deve ser o uso de protetor solar em bebês e crianças?
O uso de protetores solares em bebês e crianças é muito importante. Utilize sempre um FPS alto, pois a pele do bebê e da criança é muito sensível. Respeite o modo de usar e as orientações sobre reaplicação do produto. Mesmo usando protetor solar, bebês no primeiro ano de vida têm mais sensibilidade ao sol e correm maior risco de desidratação, não devendo ficar expostos fora do período recomendado. Bebês com menos de 6 (seis) meses só devem utilizar protetores solares sob orientação médica.

Pode-se usar um protetor solar diariamente em áreas sensíveis, como rosto, pescoço e colo?
Muitas pessoas querem ou necessitam maior proteção diária. Nestes casos, não é necessário abrir mão de seu cuidado diário para o rosto. Aplique o hidratante e espere cerca de 15 minutos para a completa absorção do produto. Em seguida, aplique o protetor solar. Se você usa maquilagem, espere o protetor secar para aplicá-la.

Qual a diferença entre filtros químicos e físicos?
Os filtros solares se dividem em químicos e físicos. Os filtros químicos absorvem as radiações solares e liberam esta energia em forma de calor. Os filtros físicos são micropartículas que não são absorvidas pela pele e formam uma barreira que reflete a luz, assegurando a proteção contra os efeitos nocivos do sol. Costumam ser associados a filtros químicos para aumentar o fator de proteção sem prejudicar o sensorial do produto. Entretanto, quando utilizados isoladamente, como no FPS infantil, diminuem os riscos de sensibilizações, por isso são indicados para crianças, bebês e áreas sensíveis.

O que são radicais livres?
São moléculas muito instáveis que atacam a estrutura das células, alterando suas funções, além de participarem dos processos inflamatórios. São naturalmente produzidos e neutralizados pelo próprio corpo. Quando a produção é aumentada – na pele, o sol é o principal responsável – os mecanismos naturais de proteção não são suficientes, levando a danos celulares e, conseqüentemente, ao envelhecimento precoce da pele.

O que é fotoenvelhecimento?
É o envelhecimento da pele (rugas, manchas e flacidez) provocado pela luz solar. Seus principais responsáveis são os raios UVB e UVA.

Qual a diferença entre raios UVB, UVA e Infravermelhos?
- Raios UVB: atravessam facilmente a camada das nuvens, estando presentes até mesmo nos dias de mormaço. Agem na superfície da pele provocando queimaduras e descamação. Em conjunto com os raios UVA, causa o envelhecimento precoce e o câncer de pele.
- Raios UVA: Penetram profundamente na pele, enfraquecendo as fibras elásticas e danificando o colágeno (responsável pela firmeza dos tecidos). São responsáveis pelo fotoenvelhecimento e pela formação do câncer de pele.
- Raios infravermelhos: são os responsáveis pela sensação de calor na pele quando exposta ao sol.

É difícil considerar separadamente os efeitos das radiações UVB e UVA: elas atuam em sinergia para o fotoenvelhecimento e para a formação do câncer de pele.

Qual o protetor solar mais indicado para a pele com acne?
Pessoas com pele com acne devem consultar o dermatologista para que este avalie o grau de acne e indique um produto adequado.
Há riscos de queimaduras da pele em dias nublados?
Sim. As nuvens atenuam a radiação UV, embora a radiação difusa seja suficientemente intensa para produzir queimaduras, a exceção das nuvens baixas e de grande espessura vertical.

O excesso de exposição ao sol é perigoso para todas as idades?
Sim. A pele humana e o sistema imunológico são sensíveis à radiação UV durante toda a vida.

Os filtros de proteção solar (FPS) exercem grande proteção à pele a ponto da pessoa poder permanecer ao sol por muito mais tempo?
Não. Os filtros solares, apesar de exercerem um grau de proteção à pele, têm sua eficácia reduzida a partir do tempo de aplicação – não se deve permanecer ao sol por mais tempo do que os recomendados pelos FPS.

Se a pessoa não sente calor quando está exposta ao sol, significa que não sofrerá queimaduras?
Não. Os seres humanos não sentem diretamente a radiação UV, já que esta é
absorvida pelas camadas mais externas da pele.

A radiação UV pode afetar também os olhos?
Sim. As queimaduras são os efeitos mais conhecidos. Porém, a radiação UV pode provocar cataratas.

As pessoas com pele muito clara e cabelos louros são mais sensíveis à radiação UV?
Sim. As pessoas com esta particular combinação de tipo de pele e cabelo formam o grupo de população mais sensível à radiação UV.

O bronzeado protege a pessoa contra futuras queimaduras?
Não. Um bronzeado já é uma reação às exposições da radiação UV e protegerá somente de modo parcial a pele humana.

A radiação UV é menos danosa ao ser humano nos meses de inverno e primavera? 
Não. A intensidade de radiação UV não depende somente da época do ano, mas também de outros fatores como a latitude e a reflexão do solo.

Deve-se levar em consideração a reflexão da radiação UV na areia
e na água? 
Sim. Os raios diretos do sol, a radiação difusa e a refletida apresentam igual importância com relação às exposições à radiação UV.

Uma pessoa deve tomar bastante sol, já que a vitamina D é produzida pela radiação UV? 
Não. O tempo de exposição necessário ao sol para a produção de vitamina D é muito curto, sendo esta produzida no dia-a-dia sem a necessidade de uma exposição mais duradoura.

Quanto menor for a sombra de proteção ao sol, mais intensas serão as queimaduras ? 
Sim. Quanto menor a área formada pela sombra de um anteparo qualquer, maior será a elevação solar e mais intensa a radiação UV recebida.

Enquanto uma pessoa mantiver-se na água, evitará as queimaduras
pela radiação UV?
Não. Embora a água atenue a radiação UV, a pessoa pode queimar-se quando está nadando.
Quanto maior for a altitude de um lugar, maior será o efeito de queimadura da pele exposta?
Sim. Quanto maior a altitude, menor será a atenuação da radiação UV pela atmosfera.

Uma pessoa deve mudar seus hábitos em relação à exposição ao sol? 
Sim. O primeiro passo para conseguir uma proteção efetiva frente às exposições à radiação UV é a mudança dos hábitos pessoais. Sol em dose certa é a melhor receita.

A sombra é suficiente para a proteção contra a radiação UV? 
Não. A sombra protege a pessoa dos raios diretos. Deve haver a proteção também contra a radiação difusa.

Deixe um comentário

Be the first to comment!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback URI

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: